14 de junho de 2024

Leilão de Arroz Importado: Governo Promove Ação para Baixar Preços

O governo brasileiro marcou para o dia 6 de junho o leilão de compra de 300 mil toneladas de arroz importado. Com o objetivo de conter a alta dos preços, o arroz será vendido a R$ 4 o quilo e deve chegar aos consumidores até setembro.


Governo Realiza Leilão de Arroz Importado para Reduzir Preços

O governo brasileiro anunciou a realização de um leilão público para a compra de arroz importado no dia 6 de junho, às 9h. Esta medida visa adquirir 300 mil toneladas do grão e estabilizar o mercado, que sofreu um aumento significativo nos preços após as enchentes no Rio Grande do Sul.

Detalhes do Leilão

  • Data: 6 de junho
  • Quantidade: 300 mil toneladas
  • Tipo de Arroz: Beneficiado, Polido, Longo fino, Tipo 1
  • Preço de Venda: R$ 4 por quilo
  • Disponibilidade: Até setembro

Contexto e Justificativa

Em coletiva de imprensa, o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto, explicou a decisão de importar arroz e remover a tarifa de importação (TEC) para que outros países possam competir de igual para igual com os países do Mercosul, que já têm tarifa zero.

“Temos uma grande procura por informações, tanto do Mercosul, como de outros países,” afirmou Pretto. Ele destacou que o aumento de 30% a 40% no preço do arroz, especialmente nos últimos 30 dias, impulsionou essa decisão do governo.

Impacto das Enchentes no Rio Grande do Sul

As enchentes no Rio Grande do Sul causaram a perda de aproximadamente 1 milhão de toneladas de arroz, incluindo grãos ainda no campo e em armazéns. O governo federal liberou R$ 7,2 bilhões para a compra de arroz importado para compensar essa perda.

Avaliação de Necessidade Futuras

O governo avaliará a necessidade de novas importações com base no comportamento do mercado após esta primeira compra. Pretto afirmou que a intenção não é competir com a produção nacional, mas equilibrar os preços para o consumidor.

Previsões e Estimativas

Antes das enchentes, a Conab estimava uma colheita de 7,4 milhões de toneladas de arroz no Rio Grande do Sul. Após o desastre, o Instituto Riograndense do Arroz (Irga) prevê uma colheita de 7,1 milhões de toneladas, o que ainda é suficiente para abastecer o mercado brasileiro, segundo o Irga.

Subsídio e Preço do Arroz

O arroz será vendido a R$ 4 o quilo, um preço subsidiado para aliviar a inflação dos alimentos. Este valor representa um desconto de 20% em relação aos preços médios praticados antes das enchentes.


Este leilão de arroz importado é uma resposta estratégica do governo para garantir que os consumidores brasileiros possam acessar um dos principais alimentos da cesta básica a preços mais acessíveis, enfrentando os desafios climáticos e econômicos recentes.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *