15 de junho de 2024

Leite Anuncia Ajuda de R$ 2,5 Mil para Famílias em Extrema Pobreza

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou o programa Volta Por Cima, que distribuirá R$ 2,5 mil para 47 mil famílias em extrema pobreza afetadas pelas enchentes de maio. Além disso, um plano de recuperação do estado e a criação de uma nova secretaria de reconstrução foram revelados.

Volta Por Cima: Alívio para Famílias Atingidas

Auxílio Financeiro Imediato

O governador Eduardo Leite anunciou o início dos pagamentos do programa Volta Por Cima, que beneficiará 47 mil famílias em extrema pobreza afetadas pelas enchentes de maio. Cada família receberá R$ 2,5 mil. “Nós já efetuamos e estamos efetuando hoje o depósito para sete mil famílias neste cartão”, explicou Leite, referindo-se às famílias já cadastradas pelas prefeituras e desabrigadas.

Outros Benefícios

Além do Volta Por Cima, o governo estadual está iniciando o pagamento do PIX SOS RS, que concederá R$ 2 mil a famílias desabrigadas ou desalojadas. Estes pagamentos começaram nesta sexta-feira (17) nas cidades de Encantado e Arroio do Meio. No entanto, famílias que recebem o Volta Por Cima não poderão acumular este benefício.

Plano de Recuperação do Estado

Iniciativas de Reconstrução

O governo do Rio Grande do Sul apresentou diversas ações planejadas para a reconstrução do estado após as enchentes, conhecidas como Plano Rio Grande. Entre as iniciativas, destaca-se a inauguração do Centro Administrativo de Contingência, que fornecerá espaço de trabalho para servidores enquanto o Centro afetado pelas cheias em Porto Alegre é recuperado.

Comitê Científico e Nova Secretaria

Leite também anunciou a criação de um Comitê Científico de Adaptação e Resiliência Climática para desenvolver ações climáticas no estado. Além disso, a Secretaria de Parcerias e Concessões será transformada na Secretaria da Reconstrução Gaúcha, focada na gestão de riscos e no processo de reconstrução do estado.

Criação de Fundo de Recursos

Um pedido à Assembleia foi enviado para a criação do Funrigs, um fundo destinado à obtenção de recursos. Leite ressaltou a importância da transparência na gestão desses recursos, garantindo que a agilidade não comprometerá a responsabilidade na aplicação dos fundos.

Novas Soluções Habitacionais

Modelos Habitacionais

O vice-governador Gabriel Souza apresentou modelos de unidades habitacionais definitivas e temporárias para as famílias afetadas:

  • Unidade Habitacional Definitiva de 44m²: 2,5 mil unidades com prazo de 120 dias para inauguração. As primeiras 250 unidades serão instaladas no Vale do Taquari.
  • Módulo Habitacional Temporário Transportável de 27m²: 500 unidades contratadas emergencialmente, com 200 prontas em aproximadamente 30 dias após a identificação do terreno.
  • Unidade Habitacional Definitiva de 53m²: 2,5 mil unidades com prazo de 90 dias para entrega após início das obras.

Com estas iniciativas, o governo do Rio Grande do Sul espera não apenas atender às necessidades imediatas das famílias afetadas pelas enchentes, mas também preparar o estado para enfrentar desafios climáticos futuros com resiliência e eficiência.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *