15 de junho de 2024

A Neoenergia Pernambuco detectou um caso de furto de energia elétrica em uma lavanderia no bairro do Salgado, em Caruaru. O desvio de energia foi identificado após análises da área de inteligência da empresa e resultou na suspensão do fornecimento para o estabelecimento. O texto aborda a quantidade de energia recuperada, as medidas tomadas pela concessionária e a importância de denunciar atividades ilegais para garantir a segurança e qualidade no fornecimento de energia.


Desvio de Energia na Lavanderia

A Neoenergia Pernambuco, em ação conjunta com sua área de inteligência, descobriu um desvio de energia elétrica em uma lavanderia localizada em Caruaru.

Ação Ilegal e Consequências

  • As equipes técnicas confirmaram a irregularidade, que resultou na suspensão do fornecimento de energia para o estabelecimento.
  • O desvio de energia foi detectado graças às análises detalhadas realizadas pela empresa.

Volume de Energia Recuperada

O desvio de energia na lavanderia representou uma quantidade significativa:

  • Mais de 48 mil kWh foram recuperados.
  • Esse volume seria suficiente para abastecer mais de 430 residências por 30 dias.

Consequências e Cobrança

  • A energia não medida será cobrada do cliente de acordo com a legislação do setor elétrico.
  • O restabelecimento do fornecimento de energia está condicionado à negociação do débito pendente.

Importância da Denúncia

O supervisor da Neoenergia Pernambuco, Fábio Muniz, destaca a importância de denunciar atividades ilegais:

  • Irregularidades como o furto de energia prejudicam toda a sociedade e impactam diretamente no valor das contas de energia.
  • Para denunciar casos de furto de energia, os clientes podem entrar em contato com a Neoenergia Pernambuco através do número 116, com garantia de sigilo.

O furto de energia é uma prática ilegal que prejudica não apenas a concessionária, mas toda a comunidade. A detecção e punição desses crimes são essenciais para garantir a segurança e qualidade no fornecimento de energia elétrica.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *